terça-feira, março 04, 2014

RESULTADO CNS

PINHALNOVENSE - 1 U.LEIRIA - 2
LEIRIA LIDER

VARANDA DA PRO-NACIONAL ANTEVISÃO DA JORNADA





Após uma eliminatória da Taça, o regresso do campeonato.
Não deixa de ser curioso que sendo o futebol um jogo colectivo ganhe uma maior dimensão quando a luta pelo titulo, resume-se esta época ao duelo directo entre Malveira e Sacavenense, e aproxima-se a jornada em que ambos se encontram.
Um deles terá o passaporte para o CNS da próxima época, ou até podem subir os dois???!!!!
Mas vamos antevisão da jornada.

JOGO DA JORNADA
BUCELENSES-SACAVENENSE
Com a mudança tecnica, os locais melhoraram a sua prestaçao e os forasteiros vão ter algumas dificuldades para regressar com os 3 pontos, mas tem a vantagem, nos valores individuais que podem fazer a diferença.
Preve-se um bom jogo, com emoção.
MALVEIRA-POVOENSE
Jogo complicado para o Lider, contra uma equipa capaz do melhor e pior, mas a estrelinha por funcionar para os homens das Seixas, e con quistar mais 3 pontos para na semana seguinte discutir um resultado importante para as contas finais.
LOUREL-CACÉM
Derbi, com emoção, com forasteiros a subir de rendimento, mas os locais ainda espreitam a subida e a querer conquistar os 3 pontos, mas vai ser um jogo equilibrado.
PERO PINHEIRO-OEIRAS
Cássico, com equilibrio, com duas equipas longe dos lugares cimeiros, mas com valores para produzir mais e onde o factor casa pode funcionar.
VF ROSARIO-MURTEIRENSE
Jogo onde os locais sao favoritos e conquistar 3 pontos importante na luta pela manutenção.
TIRES-SANTA IRIA
Jogo marcado pelo equilibrio, com uma tripla para este jogo.
A.MUSGUEIRA-REAL
Locais agora com um percurso de vitórias, nao vao deixar de fugir a oportunidade de mais uma vitória
ALVERCA-PONTERROLENSE
Oportunidade dos locais voltarem as vitórias no campeonato, jogo com favoritismo dos locais.

Votos de bons jogos e boas arbitragens

UM SENHOR DO FUTEBOL PORTUGUES

segunda-feira, março 03, 2014

ARBITRAGEM FEMININA

DESTAQUE
ARBITRAGEM FEMININA
ARBITRA DO MES DE FEVEREIRO - POLVO INTELIGENTE
REGULARIDADE
Árbitra Olga Almeida
PARABENS


VIOLENCIA GERA VIOLENCIA

21 expulsões em jogo do Distrital de juniores na Guarda


O Conselho de Disciplina da Associação de Futebol da Guarda reúne na quarta-feira para analisar as incidências do jogo do distrital de juniores que opôs o Sporting do Sabugal ao Desportivo de Gouveia.
Toda a equipa, jogadores e técnicos do Desportivo foi expulsa no jogo contra o Sporting do Sabugal, que permitia aos primeiros, em caso de vitória, sagrarem-se campeões da Associação de Futebol da Guarda (AFG).
Os árbitros foram assistidos no hospital, a GNR registou uma agressão no relatório que enviou à AFG, que promete analisar a arbitragem.
No sábado os gouvitanos entraram motivados no estádio dos raianos, numa partida dirigida pelo árbitro Silvério Sousa e que tinha como fiscais de linha Rodrigo Aires e Pedro Martins. O treinador do Desportivo conta que «nos momentos iniciais do jogo foram logo expulsos dois jogadores e aos 49 minutos, um terceiro jogador». As expulsões sucederam-se e no final do jogo «todos os 21 elementos que constituem a equipa e dirigentes, viram cartão vermelho», adianta Rui Ramos.
Antes do jogo acabar um dos adeptos presentes terá agredido a equipa de arbitragem, que foi assistida no Centro de Saúde do Sabugal e, mais tarde, no Hospital da Guarda. O episódio consta do relatório da GNR, que «será enviado à AFG», revela fonte oficial.
Os ferimentos «foram de pouca monta, mas os árbitros quiseram ser vistos no Hospital da Guarda, onde se deslocaram pelos próprios meios».

BOA ARBITRAGEM

A contar para o Campeonato Nacional de Seniores, 2ª fase (manutenção/descida), série G, 3ª jornada, defrontaram-se hoje no Estádio Francisco Lázaro, em Lisboa, as equipas de honra do Clube Futebol Benfica (f. 21.04.1916) e do Casa Pia Atlético Clube (14.06.1920), jogo ganho pelos visitantes por 1-0, golo obtido no primeiro tempo.
Árbitros da Associação de Futebol do Algarve: Principal, Sérgio Filipe Grade de Sousa Piscarreta (n. 11.06.1983). Assistentes, João Paulo Batista Ribeiro (24.08.1971) e Filipe Manuel Pedro Pereira (19.07.1974).
Observador, José Joaquim Bravo Pinto, de Évora (20.04.1962).

GALARDOADO


"O Minhoto" Troféus Desportivos esteve em Tui.
COSME MACHADO A ENTREGAR A RUI TORRES

ARBITRO ASSISTENTE DO MES DE FEVEREIRO

DESTAQUE
ARBITRO ASSISTENTE DO MES DE FEVEREIRO - POLVO INTELIGENTE
REGULARIDADE
VALTER MANUEL DIAS RUFO
PARABENS

ARBITRO DO MES

ARBITRO DO MES DE FEVEREIRO - POLVO INTELIGENTE
REGULARIDADE
PAULO BATISTA - AF PORTALEGRE
PARABENS

FUTSAL

DESTAQUE
ARBITRAGEM FUTSAL
ARBITRO DO MES DE FEVEREIRO - POLVO INTELIGENTE
EDUARDO COELHO

"Eduardo Coelho é um excelente árbitro e a sua presença entre a elite da arbitragem europeia vai reforçar a credibilidade de Portugal neste setor",
PARABENS

SOLARIEDADE

Jogo solidário com o Banco Alimentar Contra a Fome
SELECÇAO DE LISBOA-SELECÇAO DE CABO VERDE
ESTADIO FRANCISCO LÁZARO
 


JOGADOR DO MES

DESTAQUE
JOGADOR DO MES DE FEVEREIRO
SEBASTIÃO NOGUEIRA - 25 ANOS - AVANÇADO
CLUBE ORIENTAL DE LISBOA
PARABENS

MANUTENÇAO

MANUTENÇÃO
CARREGADO UM CLUBE COM PERGAMINHOS NOS ULTIMOS ANOS EM NACIONAIS, NO ENTANTO, COM AS DIFICULDADES QUE ULTIMAMENTE TEM ATRAVESSADO, COM UM ORÇAMENTO, DIFERENTE DE OUTRAS ÉPOCAS, E DO CENÁRIO DESTE MOMENTO, PASSAR APENAS, E SÓ, PELA MANUTENÇÃO.
A LUTAR CONTRA EQUIPAS, COM ORÇAMENTOS QUE NÃO SE PODEM COMPARAR, MAS O BRIO E QUERER DOS TECNICOS E ATLETAS, PODEM CONSEGUIR O OBJECTIVO.
A MANUTENÇÃO PODE ABRIR NOVOS HORIZONTES NUM FUTURO.
UMA VITÓRIA NO PROXIMO JOGO EM CASA COM ALCANENENSE, PODE DEIXAR TUDO EM ABERTO.
Nome Sérgio Manuel Ferreira Ricardo
Nascimento 1972-12-24 (41 anos)
MISTER BOA SORTE

MISTER EM DESTAQUE - VELHA RAPOSA

DESTAQUE
MISTER FERNANDO NIZA
PREMIO COMPETENCIA E HUMILDADE
“O Mestres dos Mestres”

O técnico do FC Pampilhosa é o grande obreiro de (consecutivas) épocas de sucesso.
MEIO SECULO DEDICADO AO FUTEBOL
PARABENS - BOA SORTE NO FUTURO

MULHERES NO FUTEBOL

PREMIO FAIR - PLAY
TENHO DESTACADO VARIOS AGENTES DESPORTIVOS, MAS NÃO PODIA PASSAR SEM DESTACAR 2 GRANDES ADEPTAS DO FUTEBOL AMADOR.
SAO ELAS
DINA REIS E FILOMENA AUGUSTO
PARABENS

AGRESSOES A ARBITROS NÃO PÁRAM

ESTE FIM DE SEMANA MAIS UM ARBITRO AGREDIDO NA DISTRITAL DE COIMBRA
NINGUEM POEM MAOS NISTO, ENQUANTO NAO ACONTECER UM CASO GRAVE-MORTE

CAMPEONATO NACIONAL SENIORES





MUITO EQUILIBRIO NA ZONA SUL DE SUBIDA
LOURES NA LUTA 2 VITÓRIAS SEGUIDAS
MAS ESTA RELANÇADO ORIENTAL E LEIRIA TAMBEM E MAFRA

domingo, março 02, 2014

CAMPEONATO NACIONAL SENIORES - MANUTENÇAO

ESTADIO FRANCISCO LÁZARO
BOA ASSISTENCIA, APESAR DO DIA CHUVOSO.
CF Benfica - 0 vs Casa Pia - 1 - 2/3/14.
Jogo morno em que 1ª Parte resultou somente na única "oportunidade" de golo . Uma segunda parte mais esforçada dos nossos atletas mas sem qualquer lance de perigo somente um ou dois com algum frisson...O resultado que talvez melhor espelha-se o desenrolar da partida fosse o empate , mas só ganha quem marca ( o Casa Pia na segunda parte ainda atirou uma bola ao poste .Uma palavra de apreço para o nosso jovem guarda redes : O João ( habitual titular dos juniores ) que sem ter sido muito colocado à prova esteve seguro .
BOA ARBITRAGEM DE SERGIO PISCARRETA - AF ALGARVE

CAMPEONATO NACIONAL SENIORES

CAMPO DO 1º DEZEMBRO
1º DEZEMBRO - 3 OPERARIO - 0
ARBITRO - PEDRO SANCHO AF ALGARVE
Arbitragem tranquila sem influencia no resultado.
Clara superioridade da equipa da casa, com grande desperdicio de ocasioes de golo.
Forasteiros numa tarde não, sem oportunidades para vencer o jogo.
Tarde de chuva e vento nada benefico para um bom jogo de futebol.

TAÇA AFL

CAMPO DO SACAVENENSE
SACAVENENSE - 5  A.MURTEIRENSE - 1
GRANDE FALANGE DE APOIO DA A.MURTEIRENSE, ORDEIRA MAS ENTUSIASTA QUE ANIMOU A FESTA DO FUTEBOL, NÃO PELO RESULTADO MAS PELO FAIR-PLAY DAS 2 EQUIPAS E DIRIGENTES COM TROCAS DE LEMBRANÇAS ENTRE OS 2 CLUBES ANTES DO INICIO DO JOGO.
JOGO SEM HISTÓRIA, PEL SUPRIORIDADE DA EQUIPA DA CAS, COM OS ADVERSARIOS A BATEREM-SE BEM DENTRO DAS SUAS POSSIBILIDADES E A DEMONSTRAR UMA EQUIPA ARRUMADA E COM VALOR PARA O CAMPEONATO QUE DISPUTAM.
FIZERAM A SUA FESTA DURANTE O JOGO E QUANDO MARCARAM O PONTO DE HONRA (GOLO)
FOI BONITO EM FIM DE TARDE
PARABENS
HOMEM DO JOGO - PEDRO BEIRAO - 3 GOLOS E GRANDE EXIBIÇÃO
BOA ARBITRAGEM DE BRUNO OLIVEIRA E SEUS ASSISTENTES.

CAMPEONATO NACIONAL JUNIORES - 2ª DIVISAO - SERIE SUBIDA

CAMPO DO SACAVENENSE
BOA ASSISTENCIA
ARBITRA - MARIA JOAO FREIRE
Excelente, tanto no aspecto tecnico como fisico, tarde tranquila mas uma arbitragem perfeita. Parabens
SACAVENENSE - 6  BAIRRO ARGENTINA - 0
Jogo sem história, mas com uma histótia violenta e vergonhosa, que não pode acontecer.....
Os jogadores madeirense partiram no proprio dia do jogo, de madrugada, sem descanso, pois houve jogadores que sairam de casa a 1h da madrugada para a concentração no aeroporto....violento de mais para jovens atletas.
Não está em causa o valor das equipas, pois o Sacavenense é mais forte....
E jogou a seu belo prazer era so saber por quantos vencia...Mas é uma desumanidade e desigualdade..um assunto a merecer atenção das entidades competentes.

quarta-feira, janeiro 29, 2014

FORMAÇAO

UM TEMA ACTUAL
Alguns pais (in)dispensáveis no futebol de formação!

Trago hoje à baila um tema que sempre irá dar que falar: a intervenção dos pais na formação dos jovens jogadores.
É um tema que pode ser abordado de diversas formas e que suscita sempre discórdia quer de um lado (treinadores) quer do outro (pais). Óbvio que existe uma diferença enorme de acordo com a realidade em que o jovem esteja inserido, isto é, se o jovem está num clube de topo ou num clube completamente amador. Isto é, num clube amador os pais têm um papel mais activo do que num clube dito de topo em que os pais têm menos intervenção. Claro que tudo isto depende muito dos ideias e das regras do clube, mas já vi pais que durante os treinos fazem por acompanhar todo o processo, estando mesmo a assistir às sessões de treino a uns meros metros de onde esta se está a realizar. Uma vez por outra lá mandam um ou outro “feedback” na ânsia de corrigir um erro do seu filho ao qual este reage com desaprovação e alguma vergonha da situação. Mas vamos então àquilo que deve ser abordado.
Eu quero começar por referir já duas formas de estar que acabam por definir o comportamento dos pais: aqueles pais que se preocupam e têm um papel activo na formação do seu filho e que também estão dispostos a ajudar o clube; no lado oposto os pais que têm uma postura desadequada em relação ao clube, treinador e até mesmo à equipa na qual o seu filho está inserido e que em nada ajudam o seu filho no crescimento desportivo.
Papel dos pais e o seu envolvimento na formação dos seus filhos
O conceito de envolvimento dos pais no desporto, segundo Hellstedt (1990), vai do subenvolvimento ao envolvimento moderado e, por fim, ao superenvolvimento. Hellstedt define o subenvolvimento como uma relativa falta de comprometimento emocional, financeiro ou funcional dos pais, que tem como indicativos a falta de comparecimento a jogos e eventos. Pouco envolvimento em actividades voluntárias (tais como o transporte), pouquíssimo contacto com os treinadores. No envolvimento moderado, considerado pelo autor como sendo o ideal, os pais são firmes nas suas orientações, dando suporte e ajudando os filhos a estabelecerem metas realísticas, além de serem financeiramente participativos. O superenvolvimento ocorre quando os pais se excedem na sua participação na vida desportiva dos filhos, não sabendo separar os seus próprios desejos, fantasias e necessidades daquelas dos seus filhos. Hellstedt verificou que baixos níveis de pressão estão relacionados com uma reacção positiva dos filhos. Ao contrário, altos níveis de pressão indicam reacções negativas. Sugeriu ainda, como problema principal, identificar o nível ideal de pressão que os pais podem exercer sobre os filhos para que tenham uma reacção positiva, tanto no treino como na competição.

Pais indispensáveis
De todos estes pais penso que se poderá esperar as seguintes acções:
. Facilitar a assistência e as deslocações quer para treinos ou jogos; 
. Evitar comparações entre o futebol profissional e o futebol de formação;
. Facilitar o trabalho do treinador (não interferir nem tentar substitui-lo, não tecer criticas diante dos jovens e dos outros pais;
. Não provocar situações em que obrigue o seu filho a decidir entre os critérios do treinador ou do pai;
. Evitar situações embaraçosas para o filho quando se encontra entre pessoas que este aprecia;
. Trocar opiniões – nunca técnicas – com o treinador, mas em momento e lugar adequados; 
. Aceitar os êxitos e fracassos desportivos dos seus filhos, nunca considerando uma derrota como sendo um fracasso; 
. Aceitar os acertos e os erros como parte do processo formativo; 
. Ajudar os jovens a tomar as suas próprias decisões. Facilitar que os filhos tomem decisões em função dos seus objectivos e expectativas desportivas e aconselhados por quem entende de verdade e quem de verdade pode facilitar a sua progressão desportiva; 
. Propiciar o compromisso e a responsabilidade ante as suas decisões; 
. Interessar-se pela actividade desportiva do seu filho de uma maneira razoável. Tudo tem uma medida certa e é conveniente evitar os extremos; 
. Ser um modelo de comportamento em treinos e jogos. A imitação é um mecanismo de aprendizagem muito potente. Em muitas ocasiões, a forma como nos comportamos, é mais eficaz que as explicações ou instruções; 
. Respeitar os árbitros, os adversários e os colegas dos nossos filhos; 
. Exigir e propiciar uma comunicação fluida entre pais, dirigentes e treinadores. Fomentar uma disposição positiva de entendimento.
In crónica de Zé Fernando em PTjornal.com

Pais dispensáveis
Estes pais, muitos deles treinadores de bancada, devem ter consciência que do seu comportamento errado e incorrecto pode resultar:
. O seu filho perde concentração, porque sente ter de se preocupar mais com as suas instruções do que propriamente com o andamento do jogo;
. O seu filho fica nervoso. Sabe que se não jogar ao gosto do pai tem medo de o perder e, logo que chegue a casa, tem certeza de ouvir bronca da grossa;
. O seu filho fica confundido, ao entrar em contradição com as instruções do pai e a táctica do treinador.
. Num clube dos nacionais, onde tive o prazer de treinar durante 6 anos consecutivos, encontrei também um pai a que chamei “pai camareiro” porque, entre outras coisas, não autorizava que o seu filho bebesse da mesma água dos companheiros, que trazia de casa água e líquidos especiais para recuperar e, mal o jogo terminava, ia ao balneário ajudar o filho a despir, tomar banho e vestir, acabando a recolher o equipamento acabado de sujar. Com esta sua atitude ridicularizava o filho diante dos colegas.
In crónica de Zé Fernando em PTjornal.com


Já questionei os jogadores (sub-13) da equipa com que trabalho acerca de várias questões referentes a esta situação. Alguns deles preferem jogar sem que os pais estejam na assistência pois sentem menor pressão e conseguem ter um rendimento melhor. Por outro lado também existem casos em que o contrário se verifica porque os jogadores vêem na presença dos seus pais uma motivação e uma fonte de apoio. Há miúdos que sentem em demasia a pressão de vencer, imposta pelos pais; outros apenas entregam os seus filhos no clube não assistindo aos seus jogos nem acompanhando a sua evolução.
Ao fim de contas a conclusão a que posso chegar é que no futebol de formação existem mil e um casos e todos eles diferentes. A meu ver os pais devem procurar saber a melhor forma de ter um papel activo na formação do seu filho ao nível desportivo não interferindo negativamente nem criando condições prejudiciais que acabam por levar o seu filho ao insucesso. Acho que cabe também a nós (treinadores) e aos clubes que representamos sensibilizar os pais, fornecendo-lhes a formação e a informação adequada para que sejam prestáveis ao clube e para que tenham também uma atitude correcta na formação dos seus filhos.
O essencial é que os pais deixem os filhos crescerem naturalmente no mundo do futebol, sem pressão e sem pressas. Que os deixem viver o futebol de uma forma alegre e saudável, em que a paixão seja a mesma a cada vez que uma bola é tocada pelos seus pés. Nesses momentos deixem que sejam eles mesmos, e eles serão felizes!

TREINADOR DA SEMANA

DESTAQUE
TREINADOR DA SEMANA
NUNO CARVALHO

O MELHOR CICLO 8 JOGOS SEM CONHECER A DERROTA
ONTEM UMA VITÓRIA IMPORTANTE REDUZIU A DIFERENÇA PARA O 1º CLASSIFICADO

FORMAÇAO

DESTAQUE
JOAO PALHINHA EX JOGADOR DO SACAVENENSE CONVOCADO PELA 1ª VEZ PARA A EQUIPA DO SPORTING B
PARABENS E FELICIDADES

ANTEVISAO
CAMPEONATO PRO NACIONAL AFL
Com o campeonato CNS parado as assistencias aos jogos podem aumentar!!!!!!!

JOGO DA JORNADA
LOUREL-MALVEIRA
Vida dificil para o lider, nesta deslocação, pois os locais tambem estao na luta, e a jogar em casa são muito fortes, mas a divisão de pontos é a lógica.
A.MUSGUEIRA-SACAVENENSE
Sub-lider tem que fazer pela vida, pois o adversario e uma equipa que luta ate ao ultimo folego, apesar de mal classificados, não e uma equipa de facilidades, mas o favoritismo vai para os forasteiros.
PONTERROLENSE-VF ROSARIO
Favoritismo dos donos da casa, mas podem ser contrariados por um adversario bem arrumado.
BUCELENSES-ALVERCA
Locais querem sair do fosso e reforçaram-se, mas o adversario não é apetecivel, talvez a divisao de pontos seja a lógica.
PPINHEIRO-CACÉM
Locais com reforços de inverno e a jogar em casa sao favoritos, apesar da boa replica do adversário.
TIRES-POVOENSE
Equilibrio de forças, quem cometer menos erros pode sair vencedor.
REAL-OEIRAS
Duas equipas que vem dos nacionais, mas com uma epoca a correr longe das ambiçoes, vai ser um jogo equilibrado perante jovens jogadores, mas com favoritismo para os locais.
SANTA IRIA-MURTEIRENSE
Claro favoritismo para os locais, so se acontecer surpresa

quinta-feira, janeiro 23, 2014

DOMINGO - 15 HORAS
ULTIMA JORNADA DA 1ª FASE
CAMPEONATO NACIONAL SENIORES
FUTEBOL BENFICA-ORIENTAL

Jogo onde os visitantes vem jogar sobre brasas, pois ainda ambicionam os 2 primeiros, disso pode aproveitar a equipa, contranquilidade para um resultado positivo. Este jogo pode servir como um tónico moralizador para a segunda fase.

CAMPEONATO NACIONAL SENIORES - APURAMENTO PARA FASE SUBIDA


EQUIPAS QUE VÃO DISPUTAR A SUBIDA A 2ª LIGA
SERIE NORTE

LIMIANOS-BRAGANÇA E FAFE PARA 2 LUGARES
GUIMARAES B E VIZELA
BOAVISTA E FREAMUNDE
S.JOAO DE VER E CESARENSE-BUSTELO E ANADIA PARA 1 LUGAR
SERIE SUL
BENFICA DE CASTELO BRANCO E SERTANENSE
MAFRA E U.LEIRIA
LOURES-CASA PIA-SINTRENSE-OPERARIO E ORIENTAL PARA 2 LUGARES
PINHALNOVENSE E FERREIRAS OU MOURA OS DOIS PARA 1 LUGAR

PRO NACIONAL


AFL - CAMPEONATO PRO NACIONAL
MALVEIRA CAMPEAO DA 1ª VOLTA
MAS 2ª VOLTA VAI COMEÇAR NO PRÓXIMO DOMINGO AO RUBRO
VAI SER UMA LUTA PELO TITULO ATÉ AS ULTIMAS JORNADAS, 68 PONTOS DEVEM SER AS CONTAS PARA ENCONTRAR O CAMPEAO. COM 45 PONTOS PARA DISPUTAR.
SACAVENENSE MAIS PROXIMO, MAS ALVERCA, POVOENSE, TIRES E LOUREL NA PERSEGUIÇÃO!!!!!